Mulheres que romperam silêncio sobre assédio são “Pessoa do Ano”

São Paulo – As pessoas que romperam o silêncio e encorajaram milhares a denunciarem casos assédio sexual mundo afora foram nomeadas como “Pessoa do Ano” pela revista Time. “As vozes que lançaram um movimento”, apresentou a publicação em sua capa, divulgada na manhã desta quarta-feira e que traz um grupo de mulheres que inclui a cantora Taylor Swift e a atriz Ashley Judd.

A concessão do título, que é dado todos os anos desde 1927, acontece depois de um intenso movimento capitaneado por estrelas de Hollywood e que trouxeram à tona dezenas de casos de assédio e abuso sexual perpetrados por figurões da indústria, como o produtor Harvey Weinstein. Além de mulheres, a reportagem incluiu, ainda, o ator Terry Crews, que veio à público como vítima desses crimes.

“Estrelas de cinema são supostamente nada parecidas com você e eu”, lê-se no início da reportagem que conta a história de cada uma delas em detalhes e explica como a força de suas vozes estão mudando a forma como o mundo olha para esses casos, “mas, no fim das contas, nos caminhos mais dolorosos e pessoais, as estrelas de cinema são mais como você e eu do que nunca soubemos.”

A lista final de nomes que a revista considerou para o posto contava, ainda, com o líder norte-coreano, Kim Jong-un, que ocupa os holofotes na esfera mundial em razão do fortalecimento do programa nuclear do país e os frequentes embates com o presidente dos EUA, Donald Trump (também finalista), e Xi Jinping, presidente da China.

Fonte:Exame

Facebook Twitter Google+ linkedin email More
Copyright © Radio Chips Fm - Rádio e Guia Comercial